Arca de Noé Verde!

John McConnico -25.fev.08/AP

O banco de sementes Svalbard, localizado na Noruega a apenas 1000 km do Pólo Norte, alcançou a marca de 500 mil espécies armazenadas, tornando-se o maior banco de sementes do mundo.

O depósito, planejado para proteger a biodiversidade contra mudanças climáticas, guerras ou desastres naturais, guarda as sementes para uso futuro, quando não houver mais acesso a espécie original. O Svalbard tem capacidade para armazenar 4,5 milhões de amostras, cada uma contendo em média 500 sementes, o que totaliza 2,25 bilhões de grãos.

“Chegar ao meio milhão provoca emoções variadas porque, se isto mostra que o banco de sementes de Svalbard é agora a medida de referência da diversidade, o acontecimento ocorre também em um momento em que nossa agricultura está por um fio”, afirmou Cary Fowler, diretor do Fundo Mundial pela Diversidade dos Cultivos (GCDT).

As espécies que chegam ao banco são guardadas dentro de embalagens seladas e posteriormente colocadas em caixas lacradas, mantidas a -18°C. A baixíssima temperatura e o limitado acesso ao oxigênio garantem o baixo metabolismo, retardando o envelhecimento das sementes.

Qualquer país interessado, ou melhor, preocupado com a preservação da sua biodiversidade, pode enviar amostras de suas espécies para Svalbard com a certeza de que continuarão sendo seus proprietários e receberão suas sementes de volta quando necessário.

Neste mês de março, o depósito recebeu, em particular, as sementes de um feijão silvestre da Costa Rica, que resiste a um fungo devastador, e as de um morango silvestre recolhido na margem de um vulcão das ilhas russas Sakhalin.

O Brasil, por sua vez, possui uma parceria com o Banco desde 2008, quando sementes de arroz, feijão e milho foram enviados da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa e Agropecuária) para Svalbard. A escolha dessas três culturas atende a uma das recomendações do Banco quanto à relevância para a segurança alimentar e agricultura sustentável, no entanto, outras amostras de diferentes espécies estão sendo analisadas para envio.

Projetos como o do banco de Svalbard mostram cada dia mais sua importância, pois sua função não é somente garantir a sobrevivência de espécies, mas também proteger a biodiversidade, tão ameaçada nos dias de hoje!!

Para saber mais leia os artigos na integra:

http://blog.eco4planet.com/2010/03/banco-de-sementes-tem-500-mil-especies/#more-5500

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ambiente/ult10007u707040.shtml

http://www.agrosoft.org.br/agropag/101548.htm

acesso dia 01/04/2010

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: